Image Map

22 outubro 2013

I love Slippers!

Sempre fui fã de salto alto! Acho chic e elegante uma mulher bem vestida e com um salto glamuroso, o salto sempre dá aquela postura mais robusta né! E acho que por amar tantos os saltos (e ser baixinha) nunca dei muita atenção para os sapatos sem salto como as sapatilhas. Mas como ninguém aguenta usar salto alto sempre me rendi e decidi arriscar me jogar no mundo "sem salto". Não sei explicar o porque mas não conseguia gostar de sapatilhas, achava que ficava muito menininha, e toda vez que eu ia na loja comprar uma acabava saindo da loja com mais um saltão! 
Depois de muito custo, sai de casa um dia decidida a comprar uma sapatilha ou nada, e depois de rodar o shopping inteiro sem sucesso na minha busca, meus olhos acharam algo que me encantou! Era uma sapatilha? Parecia diferente... era um slipper!!! Acho que foi amor a primeira vista, nunca tinha visto um antes, pois na época era difícil ver as pessoas usando e assim nasceu minha nova paixão!


Confortáveis, diferentes (amo ser diferente) e mega estilosos os slippers ganharam meu coração! Agora, você sabe de onde vieram os Slippers?


A História: Um dos modismos femininos do momento nasceu na Inglaterra a partir de uma necessidade functional e nunca mais saiu do catálogo das marcas mais tradicionais. As estradas inglesas na Era Vitoriana eram bastante traiçoeiras. Na melhor das hipóteses eram calçadas com pedras irregulares e na pior das hipóteses eram apenas barro e sujeira. Isto causava um grande problema para os cavalheiros ingleses, que precisavam se vestir no mínimo com um terno completo para não se passarem por grosseiros. Após um dia inteiro de andanças as solas dos sapatos arrastavam para a porta de casa um mundo de sujeira, forçando os homens a tirá-los antes de pisar nos refinados cômodos da época. O slipper foi criado para ser usado apenas dentro de casa e resolver o problema da sujeira. Um calçado de enfiar o pé, fácil de ser colocado, e com sola de couro delicada o suficiente para os pisos de madeiras e as tapeçarias delicadas que cobriam as casas das famílias inglesas.A realeza entrou em cena, e o Príncipe Albert deu mais um passo na criação do “Prince Albert Slipper”. Resolveu que a parte superior do sapato seria acabada em veludo e que a parte interna seria acolchoada e revestida de seda. Nasceu então uma das peças mais luxuosas do vestuário masculino. Inicialmente ele era reservado para ocasiões especiais e usado pelo anfitrião da festa com apenas o mais formal dos trajes. Com o passar do tempo o estigma do sapato foi diminuindo e ele passou a ser usado em ocasiões menos formais, mais notavelmente pela “Ivy League” dos Estados Unidos. A peça já foi introduzida nas coleções femininas de várias marcas de calçados nacionais, porém é quase inexistente na versão masculina. Há várias opções femininas na Arezzo,  Mr. Cat, na Luiza BarcelosPaula Bahia e Carmen Steffens.


E como não poderia deixar de dar minhas dicas, escolhi alguns dos modelos que mais gostei de duas marcas: Schutz e Efoot, são minhas marcas prediletas pois sempre estão lançando as tendência mais badaladas do mundo!

Vamos as escolhas?







A marca gringa Del Toro também tem modelos perfeitos, só que com um custo bem salgadinho!!!



*todos os sapatos são encontrados no site das marcas.


O mais legal do Slipper é que fica lindo de calça, shorts, saia, vestido e jeans! Use a imaginação e o bom gosto pra arrasar na montagem dos looks!

Beijos e até mais!


♥  Encontre-me também nas redes sociais 
helen@chicnumclick.com



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fiquem a vontade para comentar, tirar suas dúvidas e me enviar sugestões! I love it ♥